Ser de Braga É: Deixar a Porta Aberta

“Deixaste a porta aberta? 

És mesmo de Braga!”

Quem nunca ouviu esta expressão, ou uma das muitas variações da mesma? A verdade é que vivemos numa cidade com uma porta aberta para quem quiser entrar… e não só no sentido figurativo! 

Com sede em Braga, e agências espalhadas por toda a zona Minho, o Grupo Move vai então desvendar este ditado popular que se espalha por todo o país, e contar-lhe mais acerca das suas possíveis origens, pois existem várias…

O Arco da Porta Nova 

Esta parece ser a teoria mais credível, e centra-se num monumento situado na Sé de Braga: o famoso Arco da Porta Nova!

Construído em 1773, albergava uma das portas da muralha da cidade, mas diz-se nunca ter tido realmente uma… porta! Isto porque a guerra já tinha terminado, e a cidade estava a crescer para além dos muros, ficando então sempre uma porta aberta.

A partir dessa data, os habitantes de Braga começaram a ficar conhecidos como aqueles que não fecham a porta. Assim, sempre que um bracarense deixa uma porta aberta, ouve de imediato ” És de Braga? “.

Espírito de comunidade

Outra das teorias que também é bastante aceite pela comunidade é a de que, em Braga, sempre existiu um grande espírito comunitário entre os vizinhos, sendo todos conhecidos e, muitas das vezes, não existindo problemas em deixar, literalmente, a porta das suas casas aberta.

Assim, os vizinhos entravam e saiam quando quisessem, sentindo-se nas suas próprias casas. De facto, ainda hoje se verifica, em várias regiões de Braga e do Minho em geral, este fenómeno, podendo haver também aqui alguma verdade nesta teoria!

És de Braga e chamaste Lourenço?

Uma última teoria, remonta ao século XIV e diz que o famoso “És de Braga?” será uma forma simplificada da expressão “És de Braga e chamaste Lourenço?”, ainda usada no início do século XX para ridicularizar alguém que se considera importante sem o ser.

Lourenço de Braga foi um ilustre Arcebispo da cidade, capaz de conseguir tudo o que pretendia, dizendo-se que, para ele, as portas se abriam. Assim, ao perguntar a alguém, ironicamente, se é de Braga e se chama Lourenço, pretende-se criticar essa pessoa, e dizer-lhe para não se julgar mais esperta do que os outros!

Posteriormente, a expressão simplificou-se, e passou a ser usada apenas como um um comentário jocoso, quando alguém deixa a porta aberta.

Várias teorias, mas um único ditado, que perdura várias gerações… E você, é de Braga e deixa a porta aberta?

Fontes:

www.ciberduvidas.iscte-iul.pt

www.cm-braga.pt 

Junte-se à discussão

Compare as listagens

Comparar
Contacte-nos pelo WhatsApp
1

JUNTE-SE A NÓS!

REINVENTE-SE E TENHA UMA CARREIRA DE SUCESSO!