Como usar as redes sociais para ser um Top Producer

Usar as redes sociais no imobiliário

A pandemia que atingiu Portugal (e o mundo inteiro, na verdade…) trouxe vários desafios à conjuntura económica, e, em particular, ao setor imobiliário. A tecnologia e a internet revelaram-se então um enorme aliado no trabalho de todos os profissionais desta área, seja para angariar, intermediar, gerir ou fechar negócios.

E também as redes sociais ganharam uma dimensão ainda maior! Mas para conseguir resultados, é preciso saber utilizá-las, apurar comportamentos e estudar tendências, canalizando esforços e montando estratégias eficazes, adaptando-as consoante os resultados que se vão obtendo.

5 dicas para vender mais imóveis com as redes sociais

Antes de tudo, os agentes imobiliários devem perceber o que é que os seus potenciais clientes procuram neste momento, em termos de habitação, seja para viver ou investir, e dedicar algum tempo à analise de dados, identificando e antecipando comportamentos e tendências. Escolher (os canais) e as redes sociais onde se deve marcar presença é outro passo de um trabalho exigente e que implica dedicação e consistência, sendo que deixamos algumas dicas para cada uma:

1. No Facebook: esta rede social ainda é a que mais utilizadores tem em Portugal e no mundo. É ideal para atingir várias pessoas rapidamente, com estímulos diretos. Disponibilize chat wapp nas campanhas de marketing online que fizer nesta plataforma, sendo que é crucial fazer também um acompanhamento constante às campanhas em curso, ajustando as mesmas conforme os resultados que vão sendo obtidos.

2. No Instagram: nesta plataforma, que prima pelas imagens “premium” e pela excelência no seu feed, aposte em conteúdo visual atrativo, através de fotografias de qualidade. Casas com fotos que digam algo aos seus potenciais clientes são o ideal para os cativar. Já o IGTV é perfeito para contar uma história em formato vídeo, e o Reels, lançado recentemente, promete trazer alcance e resultados orgânicos excelentes, pelo menos nesta fase inicial.

3. No Linkedin: esta é uma plataforma mais profissional, e que ganhou muita força nestes últimos meses. A verdade é que ninguém está focado em procurar casa no Linkedin e, como tal, terá produzir um conteúdo bastante apelativo e único para que o foco profissional dos potenciais clientes nesta plataforma seja alterado para outro. O nosso conselho é usar o Linkedin para construir a sua rede de contactos, e também para trabalhar a marca pessoal.

4. No Whatsapp: utilize este meio como um canal de conversação direta, após a captação do contacto, pois é uma excelente (senão mesmo a melhor) plataforma para o fazer. Isto porque, cada vez mais, o contacto direto e a relação de confiança é valorizado pelas pessoas, especialmente neste contexto de incerteza, sendo que quanto mais pessoal e próximo for este contacto, mais fácil será fechar negócio com o seu potencial cliente.

5. No Geral: independentemente das redes socias ou plataformas em que queira comunicar, saiba que o mais relevante é os agentes imobiliários não desaparecerem do mercado. Apesar dos impactos económicos e sociais, o consumidor continua a ter necessidades e, mais do que nunca, precisa de respostas face aquilo que procura garantir. Torne-se então parte da solução, e não parte do problema, e o sucesso ficará mais próximo.

*Artigo baseado na opinião de 4 especialistas da área. Mais informações neste artigo do Idealista!

Junte-se à discussão

Compare listings

Comparar
Contacte-nos pelo WhatsApp
1